article – A Future Scenario for a Methodological Approach applied to PhD Design Research. Development of an Analytical Canvas

 link to the original article © 2017 The Author(s).

Published online: 06 Sep 2017

Within the fruitful discussion about what design research should mean and achieve and the implication for doctoral education, this paper aims to explore the topic regarding the boundaries between project design research and academic design research. There is also a strong movement within the academic milieu in the realm of design, namely within international conferences and research meetings, to discuss methodologies and processes as a paramount contribution to defining scientific research in design. PhD design research in Portuguese universities started slowly in the late 1990s, but is increasingly establishing itself as a worthy degree. This text focuses on an original study depicting the state of the art of the methodological approaches applied in doctoral design research in Portugal. It proposes a Design Research Classification Model and a Design Research Canvas that can be applied to other systematic reviews of design research as a means of synthesising the past to outline the future. It is also a major objective of this work to contribute to a clarification of a methodological framework, which relates practice-based research to academic research.

article – Why a Logbook? A backpack journey as a metaphor for product design education

Design For Next Education

Why a Logbook? A backpack journey as a metaphor for product design education

 link to the original article © 2017 The Author(s).
Published online: 06 Sep 2017

Recent literature suggests that the development of cognitive skills should constitute explicit learning objectives in design education. The work describes an educational intervention designed with the intention of promoting the creative and critical thinking performance of a group of Portuguese design students. To this end, creativity and critical thinking tests, pre and post intervention, were applied to the experimental group and to a control group. The intervention was based on two fundamental theoretical assumptions: (1) students’ thinking skills can be promoted by the introduction of Design Thinking as a learning content, and (2) this work should be complemented by the promotion of students’ metacognitive reflection. Comparing the learning process, by analogy, with a backpack journey, a Logbook concept as an educational tool to potentially promote students’ self-reflection was developed. Compared with the control group, results indicate a positive evolution of creative thinking skills in the experimental group.

Giving Presentation for 10 out of 10 – workshop

Giving Presentation
for 10 out of 10

 2017-10-03

Pela 1ª vez em Portugal
Formação de dois dias sobre como explicar, persuadir e inspirar.

Workshop 16h com o especialista russo Gleb Shulishov:
“Como apresentar conteúdos com sucesso”.

Porto  22 e 23 de Novembro de 2017

Qual é o custo de uma má apresentação?
Só cada um de nós sabe quantas horas despendeu numa apresentação. Quantos slides foram criados e apagados, quantos ensaios realizados, antes de percebermos que a audiência não foi conquistada. Bem, agora está na hora de aprender como fazer apresentações, nota 10 em 10.
Ou seja: como explicar, persuadir e inspirar! 
+ INFO

PREÇO ESPECIAL CLIENTES MINDSHAKE
CONTACTE-NOS INFO@MINDSHAKE.PT

Katja Tschimmel na Noite dos Investigadores

“Territórios inteligentes e sustentáveis”

no Centro de Desportos e Congressos – Matosinhos

No âmbito da Noite Europeia dos Investigadores, a realizar em Matosinhos, no dia 29 de setembro, a conferência “Territórios inteligentes e sustentáveis”, onde se debatem as principais temáticas da inovação orientada para o desenvolvimento de cidades sustentáveis, promovendo a competitividade e a inovação da região.

Programa
17:30 – 17:45
Diversificação especializada e crescimento sustentável

Fernando Freire de Sousa – CCDR-N*
*em atualização

17:45 – 18:45
Design Thinking

Mesa-redonda
Katja Tschimmel – ESAD

Ricardo Morais – UCP
Nuno Abrantes – Novabase
Teresa Franqueira – ID+

Moderação A confirmar

18:45 Coffee Break

19:00 – 20:00
Mar e Sustentabilidade
Mesa-redonda
António Vidigal- EDP Inovação
Ana Brito e Melo – WavEC
Vitor Vasconcelos – CIIMAR
Fausto Brito e Abreu – D.Geral de Política do Mar

Moderação Cluster “Fórum Oceano”
*em atualização

20:00 – 20:30 – Porto de Honra

Conferência

unnamed (1)

Workshop DESIGN DRIVEN INNOVATION (2ª Edição ) | Porto, 27 de Setembro

ENQUADRAMENTO
Design tem sido desde sempre o motor para a inovação e é considerado cada vez mais um elemento estratégico das empresas. Estudos do Boston Consulting Goup (2006) evidenciaram que empresas inovadoras, com capacidade de innovation-to-cash, consideram o design como um dos principais instrumentos para alcançar a inovação. Nos últimos 10 anos, métodos como Design ThinkingService DesignVisual Thinking ou Cross Industry Innovation ganharam popularidade nas organizações, transformando-se numa referência para a consciencialização de que o sistema de conhecimentos e competências do design se torna útil nas atividades organizacionais de forma abrangente.

Neste workshop serão introduzidos conceitos e diferentes abordagens do Design-Driven Innovation. Os participantes terão a oportunidade de experimentar alguns dos métodos associados em exercícios práticos. Pretende-se mostrar como os gestores podem beneficiar com a forma de pensar e trabalhar dos designers.

OBJETIVOS
– Sensibilizar para a importância do Design nos processos de inovação.
– Introduzir o conceito de Design-Driven Innovation, nas suas versões distintas.
– Diferenciar entre co-design e design de autor.
– Experimentar na prática alguns dos métodos introduzidos.
– Praticar o processo de criação coletiva.
– Desenvolver um mindset que potencia a inovação.

DESTINATÁRIOS
Quadros Superiores de todas as áreas de conhecimento, que pretendam diferenciar-se através de um mindset potenciador à inovação: diretores de departamentos de inovação, gestores de projeto, marketeers, engenheiros, etc.

METODOLOGIA
Nas atividades do workshop utiliza-se uma metodologia participativa para facilitar a aquisição do conhecimento e a discussão crítica das várias abordagens associadas à Design-Driven Innovation. Serão apresentados e experimentados vários métodos, com diferentes focos e processos, mas todos à volta da mesma temática global, definida no início do workshop. Para além da apresentação de um Caso de Estudo, todos os métodos serão contextualizados com histórias do universo empresarial português.

Os exercícios do workshop serão registados fotograficamente, para a realização de um documento final (visual report) que recorde aos participantes os métodos que experimentaram no workshop.

PROGRAMA
0. Design-Driven Warm-Up

 1. Introdução teórica ao conceito de Design-Driven Innovation
– Conventional mode versus Design mode.
– Diferenciação entre Market Pull, Technology-Push e Design-Driven Innovation.
– Diferenciação entre creativity baseduser centredresearch based e sense makin Design. Introdução a diferentes frameworks e técnicas.
– Métodos de colaboração interdisciplinar versus cultura pessoal do designer/gestor.

 2. Frameworks e técnicas Design-Driven
– Creative Problem Solving:  Brainwriting e Relações Forçadas.
– Service Design Thinking: Apresentação do User Journey Map
– Visual Thinking meets Storytelling no Storyboard.
– Cross Industry Innovation: Exemplos e exercício. 

3. As técnicas de Design-Driven na prática
– Aplicação de User Journey Map, Brainstorming, Cross Industry, Storytelling e Storyboarding num processo seguido de colaboração.

4. Estratégias de implementação da Design-Driven Innovation
– Case Study: Do Design Thinking à Design-Driven Innovation
– Características de uma atitude de design.
– Criação de um Design-Driven Lab e o papel dos gestores 

5. Design-Driven Close-Up 

FORMADORA
Katja Tschimmel
Trabalha em dois universos, o empresarial (MINDSHAKE – Consultoria e Formação em Pensamento Criativo e Design) e o académico (Porto Business School, ESAD Matosinhos e Laurea University). Licenciada e doutorada em Design e com um Mestrado em Criatividade Aplicada, investiga as áreas de Pensamento Criativo, Design Thinking, Processos Criativos e Inovação há mais de que 20 anos. Apresenta o seu trabalho em conferências nacionais e internacionais, tendo sido keynote speaker em numerosos eventos. É autora do livro Processos Criativos (2011) e do Modelo de Design Thinking Evolution 62, licenciado em Creative Commons (2015). Como formadora tem uma vasta experiência na conceção e realização de cursos e workshops relacionados com a Criatividade e a Inovação, Processos Criativos nas Organizações, Técnicas do Pensamento Criativo e (Service) Design Thinking. Acredita que a consciencialização dos fatores que incentivam a criatividade contribui para uma maior eficácia nos processos de inovação das empresas.

DATA E HORÁRIO
27 de Setembro de 2017  •  09h00 – 13h00 | 14h00 – 18h00 

INSCRIÇÕES
Associados 470 Euros
Não Associados 590 Euros
Inscrições on-line em www.apgei.pt ou através do e-mail info@apgei.pt  

Os valores mencionados estão isentos de IVA.
Estes preços incluem: café, documentação e almoço.
A participação no workshop só será válida após boa cobrança.

O número de inscrições é limitado.
PAGAMENTOS E CANCELAMENTOS 

Por cheque: à ordem da APGEI.
Por transferência bancária para o NIB: 0010 0000 15380860004 91 (Banco BPI)

Qualquer desistência deverá ser comunicada por carta ou e-mail para a APGEI, até 2 dias úteis antes da realização do Workshop, após o que não haverá lugar a reembolso.

INFORMAÇÕES
APGEI
Rua de Salazares, 842 • 4149-002 Porto
Tel. +351 225 322 068
info@apgei.pt • www.apgei.pt   

Redesenhar as experiências de aprendizagem

Gostaríamos de o/a convidar para a apresentação dos resultados do projeto europeu de investigação D-Think: Design Thinking Applied to Education and Training, do qual a MINDSHAKE foi parceira. O projeto foi realizado com base no nosso Modelo DT Evolution 6².
Será seguida de uma tertúlia sobre experiências de aprendizagem.
 
O projeto de investigação D-Think, apoiado pelo Programa ERASMUS+ da Comissão Europeia, conta com a participação de 7 parceiros de 6 países diferentes, tendo surgido no contexto educacional em setembro de 2014 e encontrando-se agora em fase de finalização. 
 
O objetivo final do projeto D-Think é a utilização mais ampla da metodologia do Design Thinking nos contextos do Ensino Superior e da Formação Profissional.
 
Para isso, foi desenvolvido um Relatório de Investigação, um Toolkit com as ferramentas do Design Thinking integradas em 6 cenários do contexto educativo e um m-Learning Course ainda em fase de finalização.
Todo o material será disponibilizado online muito em breve. 
 
unnamed
programa
D-THINK: APRESENTAÇÃO E TERTÚLIA
quarta-feira, 28 de junho
16h30 — Registo & Boas-vindas
17h15 – The D-Think Journey Storytelling
Katja Tschimmel, Coordenadora do projeto D-Think pela ESAD e Fundadora da Mindshake
 

17h30  – Tertúlia: Redesenhar as Experiências de Aprendizagem
Frederico Fezas Vital, Ashoka
José Matias Alves, Faculdade de Educação e Psicologia da Univ.Católica
Henrique Vaz, Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Univ. do Porto
Moderação: Ana Barroca e Joana Soares, Advancis e Scholé

O evento decorre nas instalações da Scholé em Matosinhos.
R. Godinho 618, 4450-034  Matosinhos
A entrada é livre, mas implica uma inscrição prévia: info@advancis.pt.

Workshop APGEI | DESIGN DRIVEN INNOVATION | Porto, 31 de Maio

ENQUADRAMENTO
O Design tem sido desde sempre o motor para a inovação e é considerado cada vez mais um elemento estratégico das empresas. Estudos do Boston Consulting Goup (2006) evidenciaram que empresas inovadoras, com capacidade de innovation-to-cash, consideram o design como um dos principais instrumentos para alcançar a inovação. Nos últimos 10 anos, métodos como Design Thinking, Service Design, Visual Thinking ou Cross Industry Innovation ganharam popularidade nas organizações, transformando-se numa referência para a consciencialização de que o sistema de conhecimentos e competências do design se torna útil nas atividades organizacionais de forma abrangente.

Neste workshop serão introduzidos conceitos e diferentes abordagens do Design-Driven Innovation. Os participantes terão a oportunidade de experimentar alguns dos métodos associados em exercícios práticos. Pretende-se mostrar como os gestores podem beneficiar com a forma de pensar e trabalhar dos designers.

Design-driven innovation is the R&D process for meanings”. (Roberto Verganti, 2009)

OBJETIVOS
– Sensibilizar para a importância do Design nos processos de inovação.
– Introduzir o conceito de Design-Driven Innovation, nas suas versões distintas.
– Diferenciar entre co-design e design de autor.
– Experimentar na prática alguns dos métodos introduzidos.
– Praticar o processo de criação coletiva.
– Desenvolver um mindset que potencia a inovação.

PROGRAMA
Design-Driven Warm-Up.

  1. Introdução teórica ao conceito de Design-Driven Innovation.
    – Diferenciação entre ‘Technology-Driven Innovation’ e ‘Design-Driven Innovation’.
    – Métodos de colaboração interdisciplinar versus cultura pessoal do designer/gestor.
    – Diferenciação entre ‘creativity based’, ‘user centred’, ‘research based’ e ‘sense makingDesign.
    Case Study: Do Design Thinking à Design-Driven Innovation.
  1. Métodos de ‘creativity based design’: Creative Problem Solving.
    – Exercícios de Brainwriting e Relações Forçadas.
  1. Métodos de ‘user centred design’: Service Design e Design Thinking.
    – Aplicação de um User Journey Map.
  1. Métodos de ‘research and sense making design’: Storytelling, Visual Thinking e Cross Industry Innovation.
    – Aplicação do Storytelling para um novo produto.
    – Exercício de Visualização de Ideias.
    – Exercício de Cross Industry Innovation.
  1. Estratégias de implementação da Design-Driven Innovation.
    – Criação de um Design-Driven Lab.
    – O papel dos gestores.

METODOLOGIA
Nas atividades do workshop utiliza-se uma metodologia participativa para facilitar a aquisição do conhecimento e a discussão crítica das várias abordagens associadas à Design-Driven Innovation. Serão apresentados e experimentados vários métodos, com diferentes focos e processos, mas todos à volta da mesma temática global, definida no início do workshop. Para além da apresentação de um Caso de Estudo, todos os métodos serão contextualizados com histórias do universo empresarial português.

Os exercícios do workshop serão registados fotograficamente, para a realização de um documento final (visual report) que recorde aos participantes os métodos que experimentaram no workshop.

DESTINATÁRIOS
Quadros Superiores de todas as áreas de conhecimento, que pretendam diferenciar-se através de um mindset potenciador à inovação: diretores de departamentos de inovação, gestores de projeto, marketeers, engenheiros, etc.

FORMADORA
Katja Tschimmel
Trabalha em dois universos, o empresarial (MINDSHAKE – Consultoria e Formação em Pensamento Criativo e Design) e o académico (Porto Business School, ESAD Matosinhos e Laurea University). Licenciada e doutorada em Design e com um Mestrado em Criatividade Aplicada, investiga as áreas de Pensamento Criativo, Design Thinking, Processos Criativos e Inovação há mais de que 20 anos. Apresenta o seu trabalho em conferências nacionais e internacionais, tendo sido keynote speaker em numerosos eventos. É autora do livro Processos Criativos (2011) e do Modelo de Design Thinking Evolution 62, licenciado em Creative Commons (2015). Como formadora tem uma vasta experiência na conceção e realização de cursos e workshops relacionados com a Criatividade e a Inovação, Processos Criativos nas Organizações, Técnicas do Pensamento Criativo e (Service) Design Thinking. Acredita que a consciencialização dos fatores que incentivam a criatividade contribui para uma maior eficácia nos processos de inovação das empresas.

DATA E HORÁRIO
31 Maio 2017  •  09h00 – 13h00 | 14h00 – 18h00

INSCRIÇÕES
Associados 470 Euros
Não Associados 590 Euros
Inscrições on-line em www.apgei.pt ou através do e-mail info@apgei.pt

Os valores mencionados estão isentos de IVA.
Estes preços incluem: café, documentação e almoço.
A participação no workshop só será válida após boa cobrança.
O número de inscrições é limitado.

PAGAMENTOS E CANCELAMENTOS
Por cheque: à ordem da APGEI.
Por transferência bancária para o NIB: 0010 0000 15380860004 91 (Banco BPI)

Qualquer desistência deverá ser comunicada por carta ou e-mail para a APGEI, até 2 dias úteis antes da realização do Workshop, após o que não haverá lugar a reembolso.

INFORMAÇÕES
APGEI
Rua de Salazares, 842 • 4149-002 Porto
Tel. +351 225 322 068info@apgei.ptwww.apgei.pt

World Creativity and Innovation Week April 15 – 21 (WCIW)

This is the second time, we celebrate Leonardo’s birthday and the creativity and innovation week in the MINDSHAKE House in Porto.

This year we open the week on the 15 of April (Easter Saturday and Leonardo’s 565 birthday) with the:

Exposition “Leonardo’s Egg”.

Designers, painters, photographers, jewelry designers, etc. will expose in total 33 EGGS which will be auctioned. But our visitors can’t get the artworks for money, but only by offering other products or services. In the end of the creativity week, on 22 of April, each author will get a list with all offers done for her/his EGG to choose the one he/she will accept.

Participants in the exposition are:
Alexandre Jacinto, Alex Pereira, Ana Menezes, André do Estaminé, Andrew Howard, António de Almeida Mattos, Áurea Praga & Katja Tschimmel, Braulio Roriz, Carlos Marques, Emílio Remelhe, Francisco Laranjo, Francisco Providência, Helena Cordeiro,  Inês D’Orey, Inês Sobreira, Irena Übler, João Cruz, João Nunes, José Saraiva, Luis Gémeo, Mª Dulce & João R. Barata Feyo, Mariana Mattos, Marta Varzim, Miguel Bandeira, Né Santelmo & Pedro Leão, Nick Redgrave, Patrícia Iglésias, Pedro Lobo, Sandra Barão Nobre, Susana Fernando, Teresa Dantas.

Although in general the names of the artists/designers are known, the author of each work is only revealed at the end of the auction. To see the 33 EGGs of Leonardo, on 15/4 have a look at https://www.facebook.com/mindshake.pt/

The week from 17 – 21 of April, the Mindshake House will be the home for several events:

3 workshops

Dragon Dreaming
O diário lúdico (pai/mãe e um/a filho/a)
Mind Mapping
Design Thinking

2 Talkshaking 

Childrens’ Creativity
Cross Industry Innovation 

 

 

PENSAR LUCIDA E LUDICAMENTE com Angélica Sátiro

Nos dias 31/03 e 01/04 se realiza o workshop PENSAR LUCIDA E LUDICAMENTE na Mindshake House. Este workshop, moderado por Angélica Sátiro, é dividido em duas sessões.

***

31/03 6ª feira das 16h00 às 20h00

Filosofia Lúdica e Pensamento Multidimensional
Enquadramento
Filosofia Lúdica é um movimento internacional, que favorece o maravilhamento e o prazer de pensar melhor por si mesmo. O que se pretende é estimular o desenvolvimento autónomo da capacidade de pensar simultaneamente de forma crítica, criativa e ética (pensamento multidimensional).

Objetivos

  • Praticar a capacidade de pensar de forma multidimensional com a utilização de variadas ferramentas metodológicas.
  • Conhecer e utilizar distintos tipos de recursos narrativos, artísticos e lúdicos que estimulam a capacidade de pensar melhor de maneira crítica, criativa e ética (cuidadosa).
  • Experimentar os conceitos de inteligência coletiva e cérebro social nas práticas de comunidade de diálogo criativo.
  • Conhecer as ideias centrais que fundamentam esta linha de trabalho.
  • Conhecer materiais e práticas desta linha de trabalho em diferentes países.

***

01/04 sábado das 16h00 às 20h00

Inteligência Múltipla e Habilidades do Pensamento Criativo
Enquadramento
A Filosofia Lúdica propõe o desenvolvimento da capacidade de pensar, estimulando as diferentes habilidades de pensamento de 5 grandes grupos: percepção, investigação, conceptualização, raciocínio, tradução e formulação. Esta matriz é conectada à proposta das Inteligências Múltiplas de Howard Gardner. O workshop favorece uma dinâmica que estimula as habilidades de pensamento de forma integrada e holística. Ou seja, trabalha a partir do corpo, seu movimento, sua capacidade de perceber, sentir, agir e interagir com os demais, consigo mesmos e com seu entorno.

Objetivos

  • Conectar a teoria das 9 inteligências de Gardner com a proposta de “brincar de pensar” da filosofia lúdica.
  • Conhecer e reconhecer as próprias habilidades de pensamento durante seu exercício nas práticas lúdicas.
  • Refletir sobre a educação do pensamento multidimensional e das inteligências múltiplas, entendendo o papel da sua estimulação.
  • Desfrutar de brincar de pensar.

Destinatários
O workshop PENSAR LUCIDA E LUDICAMENTE destina-se a Educadores e Profissionais de outras áreas de conhecimento, que pretendam (re)conhecer as suas inteligências e sua própria capacidade de pensar melhor de forma crítica, criativa e ética, além de aprender diferentes técnicas para aplicar na estimulação do pensamento dos demais.

Formadora
Angélica Sátiro tem um PhD em Pedagogia Criativa pela Universidade de Barcelona, é mestre em Criatividade Aplicada pela Universidade de Santiago de Compostela, é pós-graduada em Filosofia em diferentes cursos em Espanha, Brasil e Estados Unidos. Trabalha na linha da Filosofia Lúdica desde os anos 1980 com diferentes coletivos e instituições de variados países europeus, latino americanos e africanos. É escritora com centenas de publicações (livros, artigos, entrevistas, etc.) em diversas línguas. Dirige a consultoria Casa Creativa e a Associação Crearmundos.
www.lacasacreativa.net
www.crearmundos.net
www.angelicasatiro.net
www.octaedro.com/noria

Datas e Horários
31 de março + 01 de abril de 2017
das 16h00 às 20h00

Inscrições  clique aqui!
Investimento: 150 euros
Incluí:
4h + 4h de contato, materiais, certificado de participação e coffee break

O workshop acontece com um grupo mínimo de 8 participantes e o nº máximo de 12 participantes.

Pagamento por Transferência Bancária
IBAN : PT50 0033 0000 4539 5548 1750 5  (NaMente unipessoal Lda)
*incluir nome do participante e do evento
A inscrição no curso só será considerada válida após boa cobrança.
Inscrições  clique aqui!

Local
Mindshake House, Rua das Motas nº 102 (casa azul) 4150-521-Porto, Portugal

PhD Thesis: Educação para o pensamento criativo e crítico em tecnologia e design de produto

Está agora online a tese de doutoramento de Violeta Catarina Marques Clemente, co-orientada por Katja Tschimmel (MINDSHAKE/UA).

Educação para o pensamento criativo e crítico em tecnologia e design de produto

Author: Clemente, Violeta Catarina Marques
Advisor: Vieira, Rui Marques
Co-advisor: Tschimmel, Katja Christina
Date: 2016

Institution:
Universidade de Aveiro

Key words: Design | Desenvolvimento de produtos | Pensamento criativo | Pensamento crítico | Design de produtos

Resumo
A investigação relatada emergiu das observações da autora, enquanto docente numa licenciatura de Tecnologia e Design de Produto, numa instituição portuguesa de ensino superior politécnico, face às dificuldades dos estudantes de pensar criativamente, particularmente na fase de geração de conceitos, e de se posicionar, criticamente, em relação a essas ideias. Em linha com essas observações está a literatura recente que sugere que o desenvolvimento das capacidades de pensamento criativo e de pensamento crítico devem constituir objetivos explícitos de aprendizagem nos cursos de design. O estudo teve por objetivo avaliar o efeito de uma intervenção didática potencialmente promotora do pensamento criativo e do pensamento crítico sobre o desempenho de um grupo de estudantes, acompanhado ao longo de três semestres letivos. Para esse efeito, realizaram-se testes de criatividade e de pensamento crítico pré e pós-intervenção no grupo experimental e num grupo de controlo. No quadro sócio-crítico em que o estudo se inscreve, a intervenção aplicada assentou em dois pressupostos teóricos fundamentais: (1) as capacidades de pensamento criativo e crítico dos estudantes podem ser promovidas pela introdução do Design Thinking como um conteúdo de aprendizagem, e (2) esse trabalho deve ser complementado pela promoção da reflexão metacognitiva dos estudantes. O desenho da intervenção teve por base o mesmo modelo de Design Thinking. Perspetivando-se, por analogia, o processo de ensino e aprendizagem como uma viagem de natureza exploratória, desenvolveu-se o conceito de um Logbook individual como instrumento didático potencialmente promotor da autorreflexão metacognitiva dos estudantes. Em associação, concebeu-se uma taxonomia de estilos cognitivos. Os resultados obtidos indicam uma evolução positiva das capacidades de pensamento criativo do grupo experimental, quando comparado com o grupo de controlo. Quanto ao pensamento crítico, não foram detetadas diferenças significativas em nenhum dos grupos. Do trabalho realizado resultaram instrumentos didáticos potencialmente promotores das capacidades de pensamento dos estudantes a serem utilizadas em unidades curriculares de projeto no domínio do design e desenvolvimento de produto.

Abstract
Presented research arose from author’s observations as a teacher in a Technology and Product Design degree of a Portuguese polytechnic institution, given the students’ difficulties to think creatively, particularly in the phase of generating concepts and positioning themselves critically about these ideas. In line with these observations, recent literature suggests that the development of creative thinking and critical thinking skills should constitute explicit learning objectives in design courses. The study aimed to evaluate the effect of an educational intervention potentially promoter of creative thinking and critical thinking on the performance of a group of students followed through three consecutive semesters. To this end, creativity and critical thinking tests, pre and post intervention, were applied in the experimental group and in a control group. Attending the socio-critical characteristics of the study, applied intervention was based on two fundamental theoretical assumptions: (1) students’ creative and critical thinking skills can be promoted by the introduction of Design Thinking as a learning content, and (2) this work should be complemented by the promotion of students’ metacognitive reflection. Intervention design was based on the same Design Thinking model. Comparing the learning process, by analogy, with an exploratory travel, a concept of an individual Logbook as an educational tool to potentially promote students’ metacognitive self-reflection was developed. A complementary taxonomy of cognitive styles was also conceived. Results indicate a positive evolution of creative thinking skills in the experimental group compared with the control group. In respect with critical thinking, no significant differences in either group were detected. Resulting from the study, teaching tools to be applied in courses in the field of design and product development that can potentially promote students’ thinking skills were produced.

Descrição:  Doutoramento em Educação – Didática e Desenvolvimento Curricular

URL: http://hdl.handle.net/10773/16948

Aparece nas coleções:
UA – Teses de doutoramento
DE – Teses de doutoramento