Workshop DESIGN DRIVEN INNOVATION (3ª Edição ) | Porto, 21 de Fevereiro de 2018

DDi_headerENQUADRAMENTO

O Design tem sido desde sempre o motor para a inovação e é considerado cada vez mais um elemento estratégico das empresas. Estudos do Boston Consulting Goup (2006) evidenciaram que empresas inovadoras, com capacidade de innovation-to-cash, consideram o design como um dos principais instrumentos para alcançar a inovação. Nos últimos 10 anos, métodos como Design Thinking, Service Design, Visual Thinking ou Cross Industry Innovation ganharam popularidade nas organizações, transformando-se numa referência para a consciencialização de que o sistema de conhecimentos e competências do design se torna útil nas atividades organizacionais de forma abrangente.

Neste workshop serão introduzidos conceitos e diferentes abordagens do Design-Driven Innovation. Os participantes terão a oportunidade de experimentar alguns dos métodos associados em exercícios práticos. Pretende-se mostrar como os gestores podem beneficiar com a forma de pensar e trabalhar dos designers.


DATA E HORÁRIO

21 de Fevereiro de 2018  •  09h00 – 13h00 | 14h00 – 18h00

Mais informações e Inscrições em www.apgei.pt 

 

Workshop STORYTELLING: A importância de uma boa história na apresentação de projetos

Na já longa parceria com a APGEI, a Mindshake desenhou uma nova ação-formação para as empresas, facilitada pela designer e storyteller Mariana Mattos.

ENQUADRAMENTO
O termo Storytelling tem ganho relevância no panorama empresarial. Trata-se de uma poderosa ferramenta na transmissão e assimilação de mensagens, inclusivamente na gestão e administração de organizações. Como? Organizando factos reais, numa narrativa estruturada, trabalhando os elementos e as mensagens que compõem a história.

O principal segredo do Storytelling está em atribuir significados emocionais a elementos técnicos, num determinado contexto. Este contexto emocional ajuda a trabalhar a curiosidade e as expectativas, aumentando o envolvimento da audiência. A promoção da humanização nas organizações, ativando o sentimento de pertença e empatia, fará com que a mensagem seja lembrada, quase instantaneamente pelo público-alvo.

OBJETIVOS
– Sensibilizar para a importância da narrativa na apresentação de projetos;
– Assimilar os fundamentos do Storytelling;
– Conhecer os elementos de uma “história bem contada” (estrutura, ritmo, personagens, …);
– Experimentar na prática alguns dos métodos introduzidos;
– Praticar o processo de criação coletiva;
– Integrar a estrutura narrativa numa apresentação/pitch.

PROGRAMA
Introdução teórica aos conceitos deStorytelling:
 – Estrutura da narrativa: princípio, meio e fim.
– Identificação das personagens: protagonista, antagonista, parceiro mentor, …
– Identificação dos fatores de interesse e ritmo na narrativa.

  1. Método ‘3, 1 (…)’:
    – Exercício prático em grupo para identificar a “moral da história”.
    – Problema – solução – público alvo.
    – Exercício prático em grupo para estruturar a “moral da história”.
  1. Descobrir “a sua história”:
    – Exercício prático em grupo para escrever “a sua história”.
    – Identificar as personagens, o contexto e a ação.
  1. Da história ao pitch:
    – Exercício individual para adaptar a história do grupo a um pitch de 2 minutos.
    – Partilha dos pitches no grupo e receção de feedback.
    – Apresentação individual dos pitches.
DATA E HORÁRIO
28 Novembro 2017  •  09h00 - 13h00

INSCRIÇÕES
Associados 240 Euros
Não Associados 340 Euros
Inscrições on-line em www.apgei.pt ou através do e-mail [email protected]

 

 

MAIS INFORMAÇÕES
APGEI
Rua de Salazares, 842 • 4149-002 Porto
Tel. +351 225 322 068
[email protected] • www.apgei.pt

Workshop DESIGN DRIVEN INNOVATION (2ª Edição ) | Porto, 27 de Setembro

ENQUADRAMENTO
Design tem sido desde sempre o motor para a inovação e é considerado cada vez mais um elemento estratégico das empresas. Estudos do Boston Consulting Goup (2006) evidenciaram que empresas inovadoras, com capacidade de innovation-to-cash, consideram o design como um dos principais instrumentos para alcançar a inovação. Nos últimos 10 anos, métodos como Design ThinkingService DesignVisual Thinking ou Cross Industry Innovation ganharam popularidade nas organizações, transformando-se numa referência para a consciencialização de que o sistema de conhecimentos e competências do design se torna útil nas atividades organizacionais de forma abrangente.

Neste workshop serão introduzidos conceitos e diferentes abordagens do Design-Driven Innovation. Os participantes terão a oportunidade de experimentar alguns dos métodos associados em exercícios práticos. Pretende-se mostrar como os gestores podem beneficiar com a forma de pensar e trabalhar dos designers.

OBJETIVOS
– Sensibilizar para a importância do Design nos processos de inovação.
– Introduzir o conceito de Design-Driven Innovation, nas suas versões distintas.
– Diferenciar entre co-design e design de autor.
– Experimentar na prática alguns dos métodos introduzidos.
– Praticar o processo de criação coletiva.
– Desenvolver um mindset que potencia a inovação.

DESTINATÁRIOS
Quadros Superiores de todas as áreas de conhecimento, que pretendam diferenciar-se através de um mindset potenciador à inovação: diretores de departamentos de inovação, gestores de projeto, marketeers, engenheiros, etc.

METODOLOGIA
Nas atividades do workshop utiliza-se uma metodologia participativa para facilitar a aquisição do conhecimento e a discussão crítica das várias abordagens associadas à Design-Driven Innovation. Serão apresentados e experimentados vários métodos, com diferentes focos e processos, mas todos à volta da mesma temática global, definida no início do workshop. Para além da apresentação de um Caso de Estudo, todos os métodos serão contextualizados com histórias do universo empresarial português.

Os exercícios do workshop serão registados fotograficamente, para a realização de um documento final (visual report) que recorde aos participantes os métodos que experimentaram no workshop.

PROGRAMA
0. Design-Driven Warm-Up

 1. Introdução teórica ao conceito de Design-Driven Innovation
– Conventional mode versus Design mode.
– Diferenciação entre Market Pull, Technology-Push e Design-Driven Innovation.
– Diferenciação entre creativity baseduser centredresearch based e sense makin Design. Introdução a diferentes frameworks e técnicas.
– Métodos de colaboração interdisciplinar versus cultura pessoal do designer/gestor.

 2. Frameworks e técnicas Design-Driven
– Creative Problem Solving:  Brainwriting e Relações Forçadas.
– Service Design Thinking: Apresentação do User Journey Map
– Visual Thinking meets Storytelling no Storyboard.
– Cross Industry Innovation: Exemplos e exercício. 

3. As técnicas de Design-Driven na prática
– Aplicação de User Journey Map, Brainstorming, Cross Industry, Storytelling e Storyboarding num processo seguido de colaboração.

4. Estratégias de implementação da Design-Driven Innovation
– Case Study: Do Design Thinking à Design-Driven Innovation
– Características de uma atitude de design.
– Criação de um Design-Driven Lab e o papel dos gestores 

5. Design-Driven Close-Up 

FORMADORA
Katja Tschimmel
Trabalha em dois universos, o empresarial (MINDSHAKE – Consultoria e Formação em Pensamento Criativo e Design) e o académico (Porto Business School, ESAD Matosinhos e Laurea University). Licenciada e doutorada em Design e com um Mestrado em Criatividade Aplicada, investiga as áreas de Pensamento Criativo, Design Thinking, Processos Criativos e Inovação há mais de que 20 anos. Apresenta o seu trabalho em conferências nacionais e internacionais, tendo sido keynote speaker em numerosos eventos. É autora do livro Processos Criativos (2011) e do Modelo de Design Thinking Evolution 62, licenciado em Creative Commons (2015). Como formadora tem uma vasta experiência na conceção e realização de cursos e workshops relacionados com a Criatividade e a Inovação, Processos Criativos nas Organizações, Técnicas do Pensamento Criativo e (Service) Design Thinking. Acredita que a consciencialização dos fatores que incentivam a criatividade contribui para uma maior eficácia nos processos de inovação das empresas.

DATA E HORÁRIO
27 de Setembro de 2017  •  09h00 – 13h00 | 14h00 – 18h00 

INSCRIÇÕES
Associados 470 Euros
Não Associados 590 Euros
Inscrições on-line em www.apgei.pt ou através do e-mail [email protected]  

Os valores mencionados estão isentos de IVA.
Estes preços incluem: café, documentação e almoço.
A participação no workshop só será válida após boa cobrança.

O número de inscrições é limitado.
PAGAMENTOS E CANCELAMENTOS 

Por cheque: à ordem da APGEI.
Por transferência bancária para o NIB: 0010 0000 15380860004 91 (Banco BPI)

Qualquer desistência deverá ser comunicada por carta ou e-mail para a APGEI, até 2 dias úteis antes da realização do Workshop, após o que não haverá lugar a reembolso.

INFORMAÇÕES
APGEI
Rua de Salazares, 842 • 4149-002 Porto
Tel. +351 225 322 068
[email protected] • www.apgei.pt   

Workshop APGEI | DESIGN DRIVEN INNOVATION | Porto, 31 de Maio

ENQUADRAMENTO
O Design tem sido desde sempre o motor para a inovação e é considerado cada vez mais um elemento estratégico das empresas. Estudos do Boston Consulting Goup (2006) evidenciaram que empresas inovadoras, com capacidade de innovation-to-cash, consideram o design como um dos principais instrumentos para alcançar a inovação. Nos últimos 10 anos, métodos como Design Thinking, Service Design, Visual Thinking ou Cross Industry Innovation ganharam popularidade nas organizações, transformando-se numa referência para a consciencialização de que o sistema de conhecimentos e competências do design se torna útil nas atividades organizacionais de forma abrangente.

Neste workshop serão introduzidos conceitos e diferentes abordagens do Design-Driven Innovation. Os participantes terão a oportunidade de experimentar alguns dos métodos associados em exercícios práticos. Pretende-se mostrar como os gestores podem beneficiar com a forma de pensar e trabalhar dos designers.

Design-driven innovation is the R&D process for meanings”. (Roberto Verganti, 2009)

OBJETIVOS
– Sensibilizar para a importância do Design nos processos de inovação.
– Introduzir o conceito de Design-Driven Innovation, nas suas versões distintas.
– Diferenciar entre co-design e design de autor.
– Experimentar na prática alguns dos métodos introduzidos.
– Praticar o processo de criação coletiva.
– Desenvolver um mindset que potencia a inovação.

PROGRAMA
Design-Driven Warm-Up.

  1. Introdução teórica ao conceito de Design-Driven Innovation.
    – Diferenciação entre ‘Technology-Driven Innovation’ e ‘Design-Driven Innovation’.
    – Métodos de colaboração interdisciplinar versus cultura pessoal do designer/gestor.
    – Diferenciação entre ‘creativity based’, ‘user centred’, ‘research based’ e ‘sense makingDesign.
    Case Study: Do Design Thinking à Design-Driven Innovation.
  1. Métodos de ‘creativity based design’: Creative Problem Solving.
    – Exercícios de Brainwriting e Relações Forçadas.
  1. Métodos de ‘user centred design’: Service Design e Design Thinking.
    – Aplicação de um User Journey Map.
  1. Métodos de ‘research and sense making design’: Storytelling, Visual Thinking e Cross Industry Innovation.
    – Aplicação do Storytelling para um novo produto.
    – Exercício de Visualização de Ideias.
    – Exercício de Cross Industry Innovation.
  1. Estratégias de implementação da Design-Driven Innovation.
    – Criação de um Design-Driven Lab.
    – O papel dos gestores.

METODOLOGIA
Nas atividades do workshop utiliza-se uma metodologia participativa para facilitar a aquisição do conhecimento e a discussão crítica das várias abordagens associadas à Design-Driven Innovation. Serão apresentados e experimentados vários métodos, com diferentes focos e processos, mas todos à volta da mesma temática global, definida no início do workshop. Para além da apresentação de um Caso de Estudo, todos os métodos serão contextualizados com histórias do universo empresarial português.

Os exercícios do workshop serão registados fotograficamente, para a realização de um documento final (visual report) que recorde aos participantes os métodos que experimentaram no workshop.

DESTINATÁRIOS
Quadros Superiores de todas as áreas de conhecimento, que pretendam diferenciar-se através de um mindset potenciador à inovação: diretores de departamentos de inovação, gestores de projeto, marketeers, engenheiros, etc.

FORMADORA
Katja Tschimmel
Trabalha em dois universos, o empresarial (MINDSHAKE – Consultoria e Formação em Pensamento Criativo e Design) e o académico (Porto Business School, ESAD Matosinhos e Laurea University). Licenciada e doutorada em Design e com um Mestrado em Criatividade Aplicada, investiga as áreas de Pensamento Criativo, Design Thinking, Processos Criativos e Inovação há mais de que 20 anos. Apresenta o seu trabalho em conferências nacionais e internacionais, tendo sido keynote speaker em numerosos eventos. É autora do livro Processos Criativos (2011) e do Modelo de Design Thinking Evolution 62, licenciado em Creative Commons (2015). Como formadora tem uma vasta experiência na conceção e realização de cursos e workshops relacionados com a Criatividade e a Inovação, Processos Criativos nas Organizações, Técnicas do Pensamento Criativo e (Service) Design Thinking. Acredita que a consciencialização dos fatores que incentivam a criatividade contribui para uma maior eficácia nos processos de inovação das empresas.

DATA E HORÁRIO
31 Maio 2017  •  09h00 – 13h00 | 14h00 – 18h00

INSCRIÇÕES
Associados 470 Euros
Não Associados 590 Euros
Inscrições on-line em www.apgei.pt ou através do e-mail [email protected]

Os valores mencionados estão isentos de IVA.
Estes preços incluem: café, documentação e almoço.
A participação no workshop só será válida após boa cobrança.
O número de inscrições é limitado.

PAGAMENTOS E CANCELAMENTOS
Por cheque: à ordem da APGEI.
Por transferência bancária para o NIB: 0010 0000 15380860004 91 (Banco BPI)

Qualquer desistência deverá ser comunicada por carta ou e-mail para a APGEI, até 2 dias úteis antes da realização do Workshop, após o que não haverá lugar a reembolso.

INFORMAÇÕES
APGEI
Rua de Salazares, 842 • 4149-002 Porto
Tel. +351 225 322 068[email protected]www.apgei.pt

PENSAR LUCIDA E LUDICAMENTE com Angélica Sátiro

Nos dias 31/03 e 01/04 se realiza o workshop PENSAR LUCIDA E LUDICAMENTE na Mindshake House. Este workshop, moderado por Angélica Sátiro, é dividido em duas sessões.

***

31/03 6ª feira das 16h00 às 20h00

Filosofia Lúdica e Pensamento Multidimensional
Enquadramento
Filosofia Lúdica é um movimento internacional, que favorece o maravilhamento e o prazer de pensar melhor por si mesmo. O que se pretende é estimular o desenvolvimento autónomo da capacidade de pensar simultaneamente de forma crítica, criativa e ética (pensamento multidimensional).

Objetivos

  • Praticar a capacidade de pensar de forma multidimensional com a utilização de variadas ferramentas metodológicas.
  • Conhecer e utilizar distintos tipos de recursos narrativos, artísticos e lúdicos que estimulam a capacidade de pensar melhor de maneira crítica, criativa e ética (cuidadosa).
  • Experimentar os conceitos de inteligência coletiva e cérebro social nas práticas de comunidade de diálogo criativo.
  • Conhecer as ideias centrais que fundamentam esta linha de trabalho.
  • Conhecer materiais e práticas desta linha de trabalho em diferentes países.

***

01/04 sábado das 16h00 às 20h00

Inteligência Múltipla e Habilidades do Pensamento Criativo
Enquadramento
A Filosofia Lúdica propõe o desenvolvimento da capacidade de pensar, estimulando as diferentes habilidades de pensamento de 5 grandes grupos: percepção, investigação, conceptualização, raciocínio, tradução e formulação. Esta matriz é conectada à proposta das Inteligências Múltiplas de Howard Gardner. O workshop favorece uma dinâmica que estimula as habilidades de pensamento de forma integrada e holística. Ou seja, trabalha a partir do corpo, seu movimento, sua capacidade de perceber, sentir, agir e interagir com os demais, consigo mesmos e com seu entorno.

Objetivos

  • Conectar a teoria das 9 inteligências de Gardner com a proposta de “brincar de pensar” da filosofia lúdica.
  • Conhecer e reconhecer as próprias habilidades de pensamento durante seu exercício nas práticas lúdicas.
  • Refletir sobre a educação do pensamento multidimensional e das inteligências múltiplas, entendendo o papel da sua estimulação.
  • Desfrutar de brincar de pensar.

Destinatários
O workshop PENSAR LUCIDA E LUDICAMENTE destina-se a Educadores e Profissionais de outras áreas de conhecimento, que pretendam (re)conhecer as suas inteligências e sua própria capacidade de pensar melhor de forma crítica, criativa e ética, além de aprender diferentes técnicas para aplicar na estimulação do pensamento dos demais.

Formadora
Angélica Sátiro tem um PhD em Pedagogia Criativa pela Universidade de Barcelona, é mestre em Criatividade Aplicada pela Universidade de Santiago de Compostela, é pós-graduada em Filosofia em diferentes cursos em Espanha, Brasil e Estados Unidos. Trabalha na linha da Filosofia Lúdica desde os anos 1980 com diferentes coletivos e instituições de variados países europeus, latino americanos e africanos. É escritora com centenas de publicações (livros, artigos, entrevistas, etc.) em diversas línguas. Dirige a consultoria Casa Creativa e a Associação Crearmundos.
www.lacasacreativa.net
www.crearmundos.net
www.angelicasatiro.net
www.octaedro.com/noria

Datas e Horários
31 de março + 01 de abril de 2017
das 16h00 às 20h00

Inscrições  clique aqui!
Investimento: 150 euros
Incluí:
4h + 4h de contato, materiais, certificado de participação e coffee break

O workshop acontece com um grupo mínimo de 8 participantes e o nº máximo de 12 participantes.

Pagamento por Transferência Bancária
IBAN : PT50 0033 0000 4539 5548 1750 5  (NaMente unipessoal Lda)
*incluir nome do participante e do evento
A inscrição no curso só será considerada válida após boa cobrança.
Inscrições  clique aqui!

Local
Mindshake House, Rua das Motas nº 102 (casa azul) 4150-521-Porto, Portugal