CriAtivaMentes | MA – Creative Production Group

Facilitação de uma sessão criativa num evento de celebração.

Cliente: MA Creative Production Group

Ano/Duração: 2 horas, Outubro 2019

Categoria: Pensamento Criativo

Desafio/Briefing:

A ação, intitulada “CriAtivaMentes”, enquadrou-se no encontro anual da equipa MA Creative Production Group, e relacionava-se com um dos objetivos para 2020: “serem mais criativos”. Pretendia-se que a Mindshake, através de uma sessão de 2 horas, reforçasse a importância de um mindset criativo no trabalho.

Processo

  1. Introdução conceptual: Criatividade versus Pensamento Criativo
  2. Identificação de 5 habilidades do pensamento criativo e realização de exercícios práticos e divertidos.
  3. Convívio celebrativo

Resultado

40 colaboradores conscientes da importância do pensamento criativo no trabalho.

Introdução conceptual
Exercício colaborativo e lúdico

Biblioshaking – Pilot Project | dstgroup

Sessões de Biblioterapia com a aplicação de um jogo que deriva deste método — o Biblioshaking.

Neste projeto piloto testamos o jogo com um grupo de colaboradores da empresa dstgroup. De forma simples, a Biblioterapia é um método facilitador da resolução de problemas através dos livros e o seu objetivo primordial é a mudança para melhor.

Cliente: dstgroup

Ano/Duração: Abril  2018

Categoria: Biblioterapia

Desafio/Briefing:

O projeto teve o seu início com a solicitação de uma sessão criativa no âmbito dos encontros tri-anuais da equipa dstelecom. Este convite relacionava-se particularmente com um dos objetivos da empresa para 2019: “serem mais criativos”. Tratou-se de uma ação complementar ao evento, contrabalançando a apresentação dos resultados de 2018 e das metas para 2019. Uma vez que esta ação inicial, intitulada “CriAtivaMentes”, teve um feedback muito positivo, o CEO da dstelecom pediu à MIndshake o desenvolvimento de um programa regular de “ginástica mental” a realizar-se uma vez por mês, no encontro regular da equipa.

No intuito de incentivar um mindset que favoreça a criatividade na dstelecom, e incentivar a sua aplicação no dia-a-dia do trabalho, neste programa de ação-formação foram apresentados e experimentados, processos e técnicas que fomentam um pensamento fora-da-caixa: divergente, lateral e original.

Processo

O teste piloto do Biblioshaking decorreu nas instalações da Mindshake e envolveu 8 colaboradores do dstgroup (https://www.dstsgps.com), empresa de Braga convidada a participar no teste. O Biblioshaking implica três momentos distintos:

1.º Momento — Sessão 1 (60 min)

Jogo Biblioshaking

✓ Instruções para elaboração do Mapa Mental de Leitura

2.º MomentoEntre sessões (2 semanas)

✓ Cada elemento leu o seu livro e elaborou o seu Mapa Mental de Leitura

3.º Momento — Sessão 2 (120 min)

Apresentação dos livros e dos respetivos Mapas Mentais de Leitura

✓ Nova associação entre elementos do grupo e livros, para estimular novas leituras

Resultados

Os 8 participantes, com perfis profissionais variados, mostraram muito interesse e entusiasmo no decorrer do jogo, e durante a introdução ao método do Mapa Mental. Cada um leu o seu livro e apresentou no 3º momento a sua interpretação.

No final, os colaboradores foram convidados a responder a um questionário (com 17 perguntas) para avaliação da experiência Biblioshaking.

Numa escala de zero a cinco — em que zero representa a avaliação mínima e cinco, a máxima — o teste piloto evidenciou que:

  • A totalidade dos participantes avaliou como globalmente muito positiva a experiência do Biblioshaking e a maioria (87%) considerou o jogo muito pertinente em contexto corporativo;
  • O grau de compromisso com o jogo e tarefas implicadas foi igualmente muito elevado;
  • Os participantes consideraram que o Biblioshaking foi ao encontro das suas expectativas iniciais e a maioria considerou o 1.º momento do jogo (aquele em que é feita a escolha do livro) muito envolvente, graças à elevada dinâmica promovida entre os elementos do grupo;
Sessão 1 – Jogo Biblioshaking com a biblioterapeuta Sandra Barão Nobre
Sessão 2 – Apresentação dos livros
Sessão 2 – Fim da Biblioterapia, com os colaboradores motivados para ler os livros dos colegas

“Think different – Bringing the new BA vision to life”

Design de um programa de formação sobre a nova visão corporativa da BA 

Cliente: BA Glass – Serviços de Gestão e Investimentos, SA’ /  People Development

Ano/Duração:  Março – Junho 2017

Categoria: Criatividade e Mudança Organizacional

Desafio/Briefing:

A BA Glass é líder do mercado nacional do vidro e uma das mais bem sucedidas empresas da área a nível mundial. Como líder, a BA quer ditar tendências e simultaneamente ter uma performance de excelência ao nível da qualidade dos seus produtos. O seu lema é “a excelência através da diferença”.

Entre 2012 e 2017, o grupo BA expandiu o seu mercado na Europa Ocidental e Oriental, com as aquisições do grupo polaco Warta Glass, da HNG Global (uma empresa alemã de embalagens de vidro com sede em Gardelegen, a oeste de Berlim), e do grupo Yioula, composto por 4 fábricas em 3 países: Grécia (Atenas), Bulgária (Sofia e Plovdiv) e Romênia (Bucareste). Depois da criação de uma nova visão corporativa em 2016, surgiu a necessidade de não só familiarizar os colaboradores antigos da BA com o novo mindset, mas também os novos colaboradores das fábricas adquiridas.  Era necessário que os conceitos essenciais da nova visão – “Wrap dreams beyond packaging, by HeART” (acrónimo de Humbleness, emotion, Ambition, Rigour, Transparency) – fossem transmitidos e explicados aos colaboradores, para que estes os pudessem traduzir numa prática contínua de excelência e de inovação, com foco no consumidor/utilizador final.

Neste contexto, foi pedido a Mindshake a concepção de um workshop padrão que após formação e algum acompanhamento, formadores internos da BA iam facilitar nas várias empresas do grupo. Todo o programa e material teria que ser elaborado em inglês. 

Processo

  • Concepção do programa de formação (Criação do conceito base, desenho do programa e da metodologia, elaboração dos conteúdos).
  • Design do material didático e desenvolvimento de um manual para os futuros facilitadores do workshop.  
  • Realização de um workshop piloto para 17 colaboradores da BA Glass em Avintes, com a presença da CEO e uma das futuras formadoras internas da BA.
  • Realização de mais 3 workshops em Avintes e Lisboa, com o objetivo de “train the trainer”.
  • Consultadoria (Acompanhamento da implementação dos workshops e identificação de boas-práticas).
  • Realização de 2 workshops modelos na Polónia e um workshop na empresa em Gardelegen (Alemanha).

Resultados

  1. Programa da formação.
  2. Material didático, composto por um kit do formador (Slide Show para orientar o percurso do workshop, Briefing para jogos, cartões com imagens para exercícios, e o Vision Experience Canvas, um template para o processo de incorporação da nova visão durante o workshop) e um kit do participante (templates onde apontam as atividades que surgiram do trabalho à volta da nova visão durante o workshop).
  3. 1 workshop-piloto.
  4. 6 workshops modelo realizados, 3 em Portugal, 2 na Polónia e 1 na Alemanha.
  5. 1 manual de boas-práticas.
Um dos templates criados para o workshop

From IMO to LMK

Design Thinking aplicado no desenvolvimento de um novo conceito na área da imobiliária

Cliente: 2 consultores de imobiliária em nome próprio que durante o processo de DT criaram a sua empresa LMK 

Ano/Duração:  Set. 2016 – Jan. 2017

Categoria: Design Thinking para a Inovação

Desafio/Briefing: 

Os dois consultores de imobiliária pediram à equipa da Mindshake coaching num processo de co-criação de um conceito para uma nova agência imobiliária que pretendiam criar em conjunto. Entre os objetivos estavam a criação de um nome para a nova empresa e um slogan para se diferenciar no mercado imobiliário. Pretendiam um conceito e uma imagem diferenciada. Além destas finalidades, procuraram mudar o seu mindset de trabalho através da participação no processo de Design Thinking.

Equipa: os 2 consultores de imobiliária, uma designer de comunicação convidada e a facilitadora do processo.

Processo de DT:

Realizaram-se 15 sessões de entre 2 e 3 horas.

A base metodológica foi o modelo Evolution 6.

Entre as atividades essenciais da metodologia de trabalho estavam:

  • Criação do espírito de equipa e adopção de uma sala da Mindshake House como “residência” do projeto;
  • Pesquisa de mercado contínua, e identificação de várias oportunidades;
  • Levantamento e avaliação das necessidades de clientes dos serviços de imobiliária; 
  • Empatia com os clientes através da observação, conversas informais e entrevistas estruturadas;
  • Geração de ideias para o novo nome da consultora e para a imagem visual associada, usando técnicas de brainwriting, confrontações semânticas e analogias;
  • Realização de protótipos do novo serviço e dos artefactos associados à nova experiência;
  • Procura de feedback crítico e construtivo nas fases de Experimentação e Elaboração (vários testes pilotos).
  • Desenvolvimento da imagem gráfica em constante colaboração entre consultores e designer.

Resultado:  Criação e registo da Consultora LMK (“Let me know …”) que expressa a mudança do papel do profissional de imobiliária: do agente com perfil de vendedor ao consultor empático. LMK corresponde também ao conceito de “Mercearia”, uma loja de imobiliária pequena e personalizada, que foca o seu trabalho na qualidade da relação consultor – cliente (vendedor/comprador de casa) e com base  em fortes valores éticos. O design do logotipo e do material de comunicação (cartões de visita, capa para os documentos, envelope, placa para afixar nas casas, etc.) nasceu de uma analogia com a linguagem da indústria da aviação (remete para o cliente estrangeiro que procura investir) e o padrão de azulejos que caracteriza a cultura portuguesa.

Reunião de trabalho
Reunião de Trabalho
Validação das Entrevistas
Validação das Entrevistas
Experimentação de soluções gráficas

Simulação de uma capa para documentos
Mapa de oportunidades
Geração de ideias para o nome da consultora
Elemento gráfico do conceito: “LMK – Let Me Know …” num fundo de padrão ‘azulejo’ e que ao mesmo tempo lembra o padrão Louis Vuitton (qualidade, design e luxo).
Teste piloto da leitura da placa, e da integração num edifício com azulejos.

Binovate Roche

Programa com múltiplas ações para a formação de um grupo de Agentes de Inovação, baseado na criatividade organizacional, no método do Design Thinking e no seu mindset próprio

Cliente: Roche Farmacêutica Química Lda.

Ano/Duração: 2014 – 2016 

Categoria: Criatividade e Mudança Organizacional 

Desafio/Briefing:

Este projeto, inicialmente programado para um ano, e depois alargado com ações complementares, compreendeu um plano de ação no âmbito da Criatividade, da Inovação e do Design Thinking. Surgiu como resposta à necessidade que a empresa identificou em promover atitudes mais criativas e ativas em todos os quadros da Roche em Portugal. Para iniciar um processo estruturado de inovação foi preciso introduzir modelos operativos para o processo criativo e as respectivas técnicas do pensamento criativo e do Design Thinking.

Propuseram-se diversas atividades para atingir os objectivos: algumas dirigidas a um grupo alargado de colaboradores, e outras restritas a um grupo escolhido de 10 gestores da Roche em Portugal, que posteriormente se transformaram em Agentes I (Imaginação | Ideação | Inovação). Por um lado, as atividades realizadas para o grupo alargado pretenderam sensibilizar para uma cultura propícia para a criatividade e inovação, por outro lado, as atividades para os Agentes I, contribuíram para o desenvolvimento de um processo estruturado de inovação na Roche Portugal, e para a formação de facilitadores internos, capazes de conduzir processos criativos que levam à inovação. 

Processo 

Etapa 1 (Março 2014) Realização de 2 workshops

Workshops de introdução a processos criativos sistematizados, no modelo DT Evolution 6 e na dinâmica do projeto Binovate Roche – para dois grupos de 10 gestores da empresa. 

Etapa 2 (Abril 2014) Realização do Innovation Day (no dia 21.4., o Dia Mundial da Criatividade e Inovação). 

Evento de lançamento formal do projeto Binovate Roche – para um grupo alargado de funcionários da empresa (cerca de 120 participantes). No programa deste Innovation Day constavam uma palestra geral, 7 workshops temáticos em paralelo e a apresentação dos resultados dos workshops da etapa 1.

Etapa 3 (Setembro 2014) Formação do grupo de Agentes de Inovação

Visto que um dos objetivos estratégicos da Roche Portugal foi a criação de um processo estruturado de inovação, foi concebido um grupo de facilitadores internos, chamado o grupo dos Agentes I (Imaginação | Ideação | Inovação). Depois de um processo de escolha dos gestores para este grupo, teve lugar um workshop intensivo com sessões formativas de 8 horas por dia durante 5 dias consecutivos. Os objetivos desta formação em Design Thinking eram: 1. Clarificar o papel de um agente de inovação e de um facilitador de processos criativos; 2. Melhor compreensão da dinâmica de um ideation group; 3. Familiarização com processos criativos e técnicas do Design Thinking; 4. Praticar o processo de criação colectiva na inovação de serviços; 5. Desenvolver competências de facilitação; e 6. Incentivar a aplicação sistemática dos processos criativos na Roche. 

Etapa 4 (Maio 2015) Consultoria

Nesta reunião de consultoria com alguns dos agentes de inovação, foram tratados dúvidas que surgiram com a facilitação de grupos de trabalho, e foi desenvolvido um programa simples de como promover atitudes mais criativas conducentes à mudança de comportamentos na organização. Outro assunto era a integração do Design Thinking no daily business da Roche. 

Etapa 5 (Novembro 2016): Refresh session em Técnicas de Criatividade e Design Thinking Nesta formação-ação, cada Agente i teve a oportunidade de partilhar as suas experiências de facilitação de reuniões, os seus sucessos e fracassos, e aprofundar na prática o seu conhecimento acerca da dinamização de sessões de geração e elaboração de ideias/projetos.

Etapa 6 (Novembro 2016): Palestra e workshop Design Thinking num Ignition Event da Roche Internacional

Este evento internacional contou com cerca de 50 participantes, os Ignite Ambassadors da Região Europa Roche GMs e líderes comerciais séniores. A palestra e o workshop pretenderam despertar o público para a mais valia do Design Thinking para uma Competitiveness Fitness, conceito principal neste Ignition Launch Meeting que teve lugar na sede da Microsoft em Viena. Após a introdução teórica, algumas técnicas de DT foram aplicadas num exercício simples (the pill box exercise), dando assim uma amostra de como a Roche podia usar o mindset do DT para pensar de forma mais inovadora, visando a diferenciação e um maior nível de competitividade. O objetivo principal desta etapa foi a inspirar os Ignite Ambassadors, contribuindo assim para o kick-off de uma nova viagem de inovação na Roche.

Resultados:

Neste projecto de formação e consultoria com a duração de dois anos foram atingidos vários resultados:

  1. Cultura organizacional da Roche Portugal mais propícia para a criatividade e inovação, e colaboradores da empresa com um mindset mais flexível.
  2. Uma equipa de 10 Agentes de Inovação com capacidade de facilitar processos criativos internos.

50 Ignite Ambassadors sensibilizados para o Design Thinking e o seus princípios,  contribuindo assim ao kick-off de uma nova viagem de inovação na Roche.